Não mude quem você é! A não ser que seja pra melhor.

"O bom da pandemia é que estou conseguindo calibrar melhor minhas amizades."

O bom da pandemia? Serio? Olha eu sendo o juiz agora. :)

"Tem uns amigos que com certeza não verei mais quando tudo isso acabar."

Na maior parte das vezes são só palavras vazias que servem somente para mostrar a qual causa ou segmento de ideologia cada um segue… naquele momento. Como já dizia o filósofo Zizek:

The threat today is not passivity, but pseudo-activity, the urge to “be active”, to “participate”, to mask the Nothingness of what goes on.

Redes sociais potencializaram o pseudo-ativista. Pessoas que esqueceram que para realizar algo de fato é necessário, ainda, seguir os métodos antigos. Mas voltando ao ponto. Não tenham medo deste julgamento. Se precisarem mudar, mudem pra melhor. Escutem. Leiam. Observem. Peçam desculpas. Agradeçam. Não sei qual é o problema da maioria das pessoas que elas não gostam de pedir desculpas ou admitirem quando estão erradas. Na verdade até sei. Ou tenho um palpite: Escola. Errar é ruim. Escola deveria estimular o questionamento, estimular a pesquisa, estimular o "pensar", e não simplesmente condenar o erro. Acredito que seja essa a causa, mas posso estar errado. (Olha ai ;))

--

--

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store